caminhada-mulheres-5

No 8 de março, cabenses percorreram as ruas reivindicando direitos e o fim da violência

08/03/2018

Mulheres de diversas localidades, etnias, idades, sexualidades, profissões ecoaram juntas: “Nossa luta por direitos não para: por mim, por nós, pelas outras”. O grito de alerta foi ouvido nos quatro cantos do Cabo de Santo Agostinho exigindo os direitos e o fim da violência de gênero, neste 8 de março – Dia Internacional da Mulher.

Para a líder comunitária de Gaibu, Eliete Lopes, a caminhada é uma luta constante pela garantia dos direitos.”Temos que lutar inconstantemente pelos nossos direitos, pois a sociedade ainda discrimina muito a mulher”, afirmou.

De acordo com a coordenadora geral do Centro das Mulheres do Cabo (CMC), Nivete Azevedo, a manifestação exige políticas afirmativas para o segmento feminino. “Queremos políticas públicas que garantam uma sociedade que respeite as mulheres e uma cidade segura”, ressaltou.

A caminhada teve início na Praça do Jacaré, em frente à Secretaria de Programas Sociais, e o término foi no Pátio da Estação, onde aconteceram apresentações artísticas das idosas do Cras e da cantora Andreza Vieira, que animou o público presente.

O ato foi realizado pelo CMC, Prefeitura do Cabo e movimentos sociais do município, com o objetivo de sensibilizar sobre a garantia dos direitos e contra a violência doméstica e sexista.

Da Assessoria do Centro das Mulheres do Cabo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *